Retomada Economica – Jericoacoara começa reabertura gradual do turismo

 

A prefeitura de Jijoca de Jericoacoara publicou no sábado, 1, um decreto que autoriza o retorno das atividades comerciais na Vila de Jericoacoara, um dos principais destinos turísticos do Ceará, a partir deste sábado, 8. Conforme o decreto, hotéis, pousadas e meios de hospedagem, ficam autorizados a retornar com as atividades, seguindo estritamente os protocolos sanitários.

Os restaurantes e barracas de praia/lagoa também poderão funcionar a partir deste sábado, 8, mas com horário específico, de 7h às 18h. A quantidade de pessoas por estabelecimento também fica limitada, sendo assim, o público presencial não poderá exceder 50% da capacidade máxima do local. Após às 18 horas, só ficará permitido os serviços de entrega e retirada de alimentos.

 

 

 

Antes da abertura, os estabelecimentos precisam seguir uma série de recomendações da prefeitura, como definir os limites de pessoas nos locais. Assim como, os estabelecimentos são obrigados a medir a temperatura, em termômetro infravermelho, sem contato, dos frequentadores, ficando proibida, portanto, a entrada daqueles que apresentarem temperatura igual ou superior a 37, 5º.

As praias, as praças e demais espaços de uso coletivo, público e privado, não poderão, no período de emergência em saúde, ser utilizados para a promoção de qualquer atividade coletiva, vedadas aglomerações, reuniões, prática de esportes coletivos, campeonatos, competições, luais, festas, enfim, eventos que envolvam aglomeração e risco coletivo de contaminação.

 

 

 

O uso de máscara de proteção facial também é obrigatório. O decreto também permitiu a prática de atividades esportivas individuais.  “Com essa reabertura, a gente espera poder resgatar, de forma gradual, todo esse turismo que deixou de vir para cá. Esperamos que esse turismo volte, de forma gradual e com bastante cautela, para desenvolver toda a economia”, projeta Ricardo Gusso, secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente de Jijoca de Jericoacoara, em entrevista ao G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *