100 anos de Estrigas

 

O centenário de um dos principais nomes das artes cearenses será celebrado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e o Minimuseu Firmeza, com uma programação especial. De 19 de setembro a 18 de outubro, a vida e a obra de Nilo de Brito Firmeza, o Estrigas, serão lembradas a partir de atividades como debates, exposições e a entrega do Diploma Estrigas destinada a artistas e personalidades de destaque da cultura cearense.

A programação acontece com o apoio da Universidade Federal do Ceará (UFC), do Museu de Arte da UFC (Mauc), da Secultfor, do Sobrado Dr. José Lourenço, Museu do Ceará, Porto Iracema das Artes, Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, Galeria Multiarte, do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará – INESP e da TV Assembleia.

“Estrigas assumiu vários papéis durante a vida longa que teve: pintou, desenhou, fez aquarelas, poesia, crítica de arte, biografias, e estimulou carreiras de jovens artistas. Defendia o Humanismo, tinha uma profunda consciência do papel social das artes e fugia de qualquer manifestação narcisista, optando pelo coletivo, vendo a História como processo e não se imiscuindo em questões mesquinhas. Pensava grande e nos deixou um legado como artista e como historiador da arte”, destaca o curador da exposição Gilmar de Carvalho.

 

Parceiros

Coco Bambu
Caras
Beach Park
Óticas Itamaraty
Governo do Estado do Ceará
Yzzer

 

 

 

 

 

Copyright © 2006~2019 Lazaro Medeiros. Todos os direitos reservados.