Escola Novo Destino ganha parque criativo

O projeto é uma parceria entre Grupo Marquise, Ecofor, MDC, GNR Fortaleza e Instituto Alicerce

A Escola Novo Destino, que já oferece aulas de reforço em linguagens, matemática e descobertas para 90 crianças que moram no entorno do entorno do Aterro Metropolitano e Planta de Gás Natural Renovável de Fortaleza, recebeu na última quarta-feira (12), mais um atrativo: um Parque Criativo.

O equipamento, que faz parte de um trabalho desenvolvido pelo artista e design Narcélio Grud, dialoga com a proposta das empresas mantenedoras da escola, que é focar na sustentabilidade e dar um novo destino aos resíduos. Materiais em desuso como canos de PVC e até compactadores de lixo desativados ganharam novas cores e utilidade transformando-se em brinquedos.

O parque pode ser explorado pelas crianças de diversas formas. Ao todo, são dois mobiliários musicais, uma gangorra com canos que se cruzam, dois bancos que também são brinquedos e que permitem girar e andar em cima. Já os compactadores agora são espaços acolhedores que podem ser bibliotecas e brinquedotecas, com parte térrea e piso superior. “Todos os equipamentos passaram por higienização e inspeção de qualidade e segurança. O trabalho é cuidadosamente feito por vários profissionais que estudam as diversas formas de ressignificar objetos que, a priori, iriam para o lixo, mas, com criatividade e um olhar mais atento, podem ter sua vida útil prolongada”, pontua Grud.

Suzana Marinho, diretora da GNR Fortaleza, afirma que, antes da Escola Novo Destino ser criada, foi feita uma pesquisa para entender as necessidades da população do entorno. Então foi indicado que uma das áreas que poderia ser trabalhada de forma positiva junto à comunidade era a educação. “A escola Novo Destino está sendo uma experiência muito importante para todos. A união e colaboração entre os grupos empresariais e o Instituto Alicerce foram muito importantes para o sucesso desse projeto. Nós conseguimos visualizar a frequência, o desenvolvimento e o aprendizado de cada criança. Também recebemos feedbacks positivos dos pais sobre a evolução dos filhos não só na escola, como em outros ambientes que exigem sociabilidade. O parque criativo vem a somar nesse processo de ensino-aprendizado”, afirma Suzana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *